(81) 99190-5200

Notícias

icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp


Não à Operação Égide, Reforma da Previdência e da Segurança Pública

16/02/2018



De todos os estados brasileiros, Pernambuco foi o que mais teve o efetivo reduzido da PRF. Temos menos profissionais em comparação há 20 anos atrás. Enquanto isso, a população aumentou. O resultado dessa matemática às avessas pode ser visto nas estradas: postos fechados pela carência de homens e mulheres para trabalharem neles. O futuro da PRF no Brasil foi um dos temas amplamente discutidos durante a Assembléia Geral realizada hoje (16), pelo Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado de Pernambuco (SINPRF – PE), no Pina.

Durante a Assembléia, muitos filiados desabafaram sobre as dificuldades enfrentadas. A carência do efetivo da PRF vem prejudicando a tropa, cada vez mais sacrificada para dar conta da demanda existente. Para piorar a situação, a Operação Égide, do Governo Federal, exige o envio de policiais pernambucanos para outros estados, diminuindo ainda mais o número de profissionais no estado. “Estamos com o cobertor curto. Se o Governo Federal não realizar um novo concurso, a Corporação entrará em colapso”, disse o presidente Frederico França.

Os PRFs definiram uma série de ações, a serem realizadas nos próximos dias, na tentativa de evitar o envio de PRFs pernambucanos para outros estados. Outro assunto discutido durante a Assembléia foi quanto a luta contra a Reforma da Previdência que deve ser intensificada com a participação em movimentos com outras categorias, campanhas em mídias sociais e viagens a Brasília. A presença na Capital Federal também deve ser intensificada por conta da reforma da segurança pública.

FUNDO DE MOBILIZAÇÃO

Em respeito a categoria, o assunto foi mais uma vez colocado em discussão. Desta vez, foi definido o fim do FMOB, como já havia sido sugerido pela diretoria. Em breve, deverá ter uma nova assembléia para a readequação dos projetos conforme a nova previsão orçamentária do Sindicato, sem a existência do fundo. A assembléia de hoje foi presidida por Frederico França, secretariada pelo diretor Paulo Arcoverde, transmitida o vivo pelo diretor José Sandoval Correia. O vice – presidente Tiago Arruda e Pedro Cavalcanti fizeram explanações sobre a área jurídica e ações da FenaPRF.

Voltar